Santos vira no final e vence Mirassol na Vila Belmiro

links patrocinados

Com dois gols no segundo tempo, o Santos Futebol Clube conquistou sua terceira vitória consecutiva ao bater, de virada, o Mirassol, por 2 a 1, na noite desta quinta-feira, dia 13 de março, na Vila Belmiro, pela 14ª rodada do Campeonato Paulista.
Os gols do Peixe foram marcados pelo volante Marcinho Guerreiro e pelo atacante Kléber Pereira, em cobrança de pênalti sofrido por Renatinho. A novidade do jogo foi a utilização da camisa número três. De cor azul, o modelo foi lançado na semana passada.
Com o triunfo – o segundo seguido só no Paulistão -, o Peixe chega aos 20 pontos ganhos e pula para a 10ª posição. O 4º colocado – e detentor da última vaga para a semifinal -, o Palmeiras, tem 25 pontos. Na próxima rodada, o Alvinegro Praiano enfrenta o São Caetano, em Santo André.


Precisando da vitória para seguir na luta por uma vaga na semifinal do Paulista, o Santos FC foi para cima dos visitantes. O técnico Emerson Leão escalou o time com Paulo Henrique e Molina na meia e Sebastian e Kleber Pereira no ataque.
Com Molina sendo o principal articulador das jogadas ofensivas, o Peixe criou boas chances com finalizações de Kléber Pereira e Sebastian. Aos oito, o próprio camisa 10 quase marcou. Ele aproveitou cruzamento e, se antecipando ao goleiro, tocou para o gol, mas a zaga cortou para escanteio.
Aos 27, foi a vez de Sebastian. O atacante brigou no ataque e conseguiu roubar a bola. Após se desvencilhar dos defensores, bateu cruzado para fora com o gol aberto. Na segunda etapa, Leão mexeu no time: saiu Sebastian e Paulo Henrique e entraram Trípodi e Renatinho. A equipe santista seguiu em cima do adversário, pressionando em busca do gol.
Logo aos cinco minutos, Renatinho sofreu falta, que Molina bateu com categoria, mas o goleiro se esticou e defendeu. O colombiano ainda criou outra oportunidade, mas também parou no arqueiro. Aos 35, em um rápido contra-ataque, o Mirassol abriu o marcador. Após cruzamento da esquerda, Léo Mineiro subiu e cabeceou para as redes de Fábio Costa, após falha de Dionízio e Kleber.
Empurrado pela torcida, o time santista não abaixou a cabeça e aumentou o ímpeto ofensivo. Três minutos depois, o Peixe igualou. Vitor Júnior rolou para Marcinho Guerreiro, que bateu forte, no canto.
O empate ainda não era do agrado dos jogadores e da torcida e o time seguiu em busca dos três pontos. Aos 40, Renatinho foi agarrado dentro da área e o arbitrou marcou pênalti. Kleber Pereira bateu com categoria e decretou a terceira vitória consecutiva.

Ficha técnica

Santos FC
Fábio Costa; Dionísio, Betão, Domingos e Kléber; Marcinho Guerreiro, Adoniran, Molina (Vitor Júnior) e Paulo Henrique (Tripodi); Kléber Pereira e Sebastián Pinto (Renatinho). Técnico: Emerson Leão

Mirassol
Alexandre Favaro; Júlio César, André Turato e Bruno Aguiar; Fabinho Capixaba, Jéferson, Alex Alves (Léo Mineiro), Xuxa e Luciano e Marciho; Frontini (Claudinho Baiano). Técnico: Luiz Carlos Martins.

  • Gols – Léo Mineiro, aos 35; Marcinho Guerreiro, aos 38; e Kléber Pereira, aos 40 minutos do segundo tempo
  • Cartões Amarelo – Frontini (M), Julio César (M), Kléber (S)
  • Árbitro – Antônio Rogério Batista do Prado (SP)
  • Auxiliares – Marcos Joel Alves e Clarice Ferreira Lima (SP)
  • Local – Estádio Urbano Caldeira (Vila Belmiro), em Santos (SP)
  • Público – 3.841
  • Renda – R$ 29.840,00

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui