Pelé e Sueli Cardoso trocam farpas

links patrocinados

O Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCs) dos servidores municipais foi discutido pelo vice-presidente da Câmara Municipal, Pelé (PDT), junto com os vereadores Telmário Mota (PDT) e Dunga (PRTB), na Câmara de Boa Vista, nesta semana.

De acordo com Pelé, a demora no envio do Plano de Cargos à Câmara, por parte da Prefeitura de Boa Vista, tem sido uma preocupação constante dos vereadores. Conforme disse, os parlamentares têm cobrado do Município o envio do projeto.

O vereador disse também que se sente incomodado com as críticas que são feitas pela presidenta do Sindicato dos Trabalhadores Municipais (Sitram), Sueli Cardoso. Segundo ele, a sindicalista estaria criando fatos. “Os outdoors que ela plantou pela Capital foi de má fé e ao mesmo tempo, mente para os sindicalizados. A Casa sempre ajudou o Sindicato e os servidores, pois nunca votamos contra esta categoria”, justifica Pelé.

“Quando acabou a greve, a Sueli fez um acordo com o prefeito (Iradilson Sampaio) e ninguém sabe qual o trato que ela fez, se foi pessoal ou de cunho sindicalista. Não nos deu um retorno, informando sobre o acordo feito com a Prefeitura para, posteriormente, nos pedir ajuda, mas ela preferiu ficar isolada, falando mal da Câmara”, completa.

Presidenta rebate afirmações


Sueli questionou a preocupação do vereador Pelé, em relação aos outdoors que foram publicados pelo Sitram. “A fonte do nosso anúncio nos outdoors é do Diário Oficial do Município. Por isso, queremos dar publicidade à opinião pública,quando os vereadores querem aprovar aumento nos seus salários, buscam todos os respaldos jurídicos e legais para aprovar benefícios para eles mesmos”, justifica a presidenta do Sindicato. “Quem fez o acordo com a Prefeitura para acabar a greve foi o Sitram e não a Sueli. Quem decide se acaba uma greve é o Sindicato ou a Justiça”.


De acordo com ela, há 11 vereadores que fazem parte do grupo do prefeito Iradilson Sampaio e no entendimento do Sindicato, esses parlamentares têm poder junto ao Chefe do executivo Municipal o. “Eles podem chegar junto do prefeito e cobrar a aprovação do nosso Plano de Cargo, Carreira e Remuneração. Nós temos ciência de que o ato de enviar o Plano é do Executivo e cabe a Câmara Municipal aprovar os projetos. Entretanto, sabemos que na conjuntura política Municipal, em que o prefeito tem 11 vereadores, esses parlamentares têm o poder de influenciar na decisão do prefeito”, argumenta.


“O prefeito anda muito sumido de suas atividades e da imprensa. Por isso, tivemos de fazer a manifestação pacífica que ocorreu no dia 14 na Câmara para cobrar do Legislativo e Executivo nossos direitos. Acredito que o vereador Pelé falou por ele, e não pelos outros colegas de parlamento. Com certeza, ele não está qualificado para emitir opiniões pelos demais”, acrescenta.


Sueli disse que acha irônico Pelé estar lançando-a como candidata ao cargo de vereadora. “Quem sabe ele não pode financiar minha campanha para nós colaborarmos na Casa Legislativa e qualificá-la com gente competente e experiente que saiba representar o povo”, finaliza.
Na manifestação de ontem do Sindicato, em frente à Prefeitura, os servidores decidiram entrar em greve no próximo dia 26.

links patrocinados

links patrocinados
Artigo anteriorObra do Santo Antônio em ritmo acelerado
Próximo artigoPG realiza Festival de Saltos e Arremessos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui