Notícia: Jovem leva surra mas protege a namorada

links patrocinados

Parece aqueles dramalhões adolescentes, mas não eu. Esse caso aconteceu mesmo, na noite de sábado (21), no bairro Jóquei Clube. Durante um assalto, o rapaz enfrentou o bandido, para que este não mexesse com sua namorada. Levou uma surra, mas não deixou que nada acontecesse à amada.

O heroísmo foi assim. O jovem estava com a gatinha, em uma zona meio que deserta do Jóquei Clube, nas proximidades da pista de corrida. Foi quando surgiu um sujeitinho mal encarado, magro de tanto cheirar “nóia”, e simulando que estava armado (aquela onda de colocar as mãos por baixo da camisa, como se ‘escondesse’ um revólver).

Pois bem.  O sujeito ameaçou que daria um tiro nos dois, caso não ‘jogassem’ celulares, dinheiro ou algo mais valioso. E, perceba, quando ele falou “valioso”, já olhou com ar de malícia para cima da menina. E o namorado percebeu isso. E o que fez? Partiu para cima.

Vítima e ladrão se engalfinharam, esmurrando-se e fazendo aquela zorra. A menina só olhava preocupada, pedindo por socorro. Mas ninguém apareceu, ao menos enquanto a pancadaria rolava solta. O pobre rapaz apanhou muito, mas não deixaria aquele safado tocar na sua namorada, mesmo correndo um sério risco à sua vida, caso o ladrão realmente estivesse armado.

Para finalizar a questão, o ladrão conseguiu pegar o celular do rapaz e saiu correndo mais do que tudo (depois daquela luta, ele já não encararia outra com facilidade). O casalzinho conseguiu sair dali e foram contar para os pais, já que ambos são menores de idade. O fato seria posteriormente registrado em uma delegacia. Resultado: toda a valentia do garoto não lhe impediu de ter sido assaltado. Mas fez com que ele ganhasse um super beijo da namoradinha.

Outros roubos

Em Boa Vista ocorreram outros assaltos pela cidade, motivo de pânico à quem acha que as ruas são “ultra seguras”. Um desses casos ocorreu na boa e velha praça Augusto Germano Sampaio, Pintolândia e que teve como vítima um comerciante.

O homem retornava de bicicleta para sua casa (após tomar umas “geladas”, claro), quando este foi abordado por dois moleques, provavelmente menores de idade. Um dos ‘trombadinhas’ estava armado com uma faca e obrigou o comerciante a descer da ‘magrela’. Rapidamente, a dupla sumiu na magrela e se mandou.

No bairro Cambará (está ficando cada vez mais frequente aqui nessa página), ocorreu um assalto em plena via pública, quando um homem tomou celular, dinheiro e uma mochila de um estudante. O ladrão estava armado e a vítima não teve a menor chance. Deixou o cara ir embora com seus pertences.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui