Mais de 2 mil árvores são plantadas na cidade

links patrocinados

Balanço divulgado pela Prefeitura de São Sebastião, por meio da Secretaria de Meio Ambiente (Semam), mostra que o município teve entre 2005 e o início de 2008 mais de 2 mil mudas de árvores plantadas. A arborização de vias públicas e a realização de projetos de reflorestamento foi um dos destaques com cerca de 1.300 plantas.
Durante o período também foram plantados 150 coqueiros no bairro de Barra do Una, na Costa Sul, em parceria com o Iate Clube do bairro; 120 mudas nas margens do Rio Perequê-Mirim, no bairro São Francisco, plantadas por alunos da EE Profª Nair Ferreira Neves, 40 pelos estudantes da EM Profº Walfrido Maciel Monteiro e 20 por crianças da Emei Chapeuzinho Vermelho, Pingo de Gente e Dona Laurinda; 178 espécies plantadas em praças e áreas verdes, através do Mutirão da Cidadania, além de mais de 160 mudas colocadas na Rua da Praia, Centro e Enseada, na Costa Norte.
Segundo a engenheira ambiental e chefe da divisão de agricultura e abastecimento da Semam, Joyce Michelucci, o plantio é realizado de acordo com as características ambientais da cidade. “Todas as espécies plantadas durante esses anos foram escolhidas de acordo com as características da cidade. Em regiões em que o solo é pobre, por exemplo, foram selecionadas mudas de plantas mais rústicas e resistentes”, explica.
Joyce ainda ressalta que o bom trabalho de arborização no município se deve aos projetos realizados em parcerias com as escolas, pois mais de 600 alunos estiveram envolvidos. “Trabalhar com a criança é fundamental, pois conseguimos auxiliar na formação da consciência ambiental de cada uma. Nas escolas, a iniciativa de plantio faz com que a manutenção do meio ambiente fosse muito mais eficaz”, afirma.
O índice alcançado também está relacionado a conclusão das recuperações do Morro do Centro de Convenções da Praia Grande e o enriquecimento florestal nas matas ciliares de Boiçucanga e Juquehy.

Hortas comunitárias


Outra ação da Semam durante 2005 e 2008 são as atividades de implantação de hortas comunitárias, realizadas em parceria com escolas municipais e estaduais e sociedades de amigos de bairros. O objetivo é produzir alimentos orgânicos para o estímulo de uma alimentação saudável e aplicação dos princípios de sustentabilidade.
Os locais em que foram trabalhadas as hortas são: as EMs Henrique Botelho, Josefa de Santana Neves, Enseada e Dulce César Tavares, feitas por cerca de 120 alunos, além do Centro Comunitário do Jaraguá, através dos participantes do projeto Valorizando a pessoa idosa, da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Humano (Setradh) e Centro Comunitário da Topolândia, por funcionários públicos municipais.

Reflorestamentos licenciados


Nos próximos meses, o município contará com projetos de reflorestamento licenciados por órgãos como Ibama para execução de obras de novos empreendimentos e regularizações de áreas de interesse social, como a recuperação do Morrote do Parque de Valorização de Resíduos Urbanos; reflorestamento e enriquecimento da Vila Tropicanga; enriquecimento da Área de Preservação Permanente (APP) do Rio Cambury e projetos de reflorestamentos na orla da barra do rio Boiçucanga e Vila Queiroz Galvão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui